<$BlogRSDURL$>
Alma de um VagaMundo

terça-feira, novembro 07, 2006

Dolce Vita 



Outros mundos, outros sabores.

Na América Latina, mais propriamente no seio da “perdida” civilização Inca a que os homens e a história fizeram designar de Cusco, há possibilidade de degustar sabores de tempos imemoráveis. Falamos de um prato servido aos reis Incas que a tradição destas paragens levou à mesa dos noivos em celebrações de casamento.

Espantar-se-ão, certamente, os defensores dos animais. Não se choquem os amantes deste animal de estimação de ar fofinho. Se nos abstivermos da imagem do pet (tarefa um pouco complicada!) esta refeição torna-se numa experiência gastronómica deveras saborosa! O pitéu de seu nome CUY na língua peruana é, de facto o nosso tão conhecido porco-da Índia. Sim, é verdade, porco-da-Índia! Assado no forno ou grelhado na brasa, com um tempero não revelado a nós turistas mas de rico paladar, este é um prato a não perder, como prato principal ou num mix de carnes duma parrilla andina, onde um outro sabor se junta – deste falaremos numa próxima crónica de sabores.

A acompanhar…? Um bom vinho, obviamente, chileno de preferência já que o Peru não é propriamente conhecido pelas suas castas a resultarem em néctar dos deuses. Não quer isto dizer que não tenham vinhos bem apaladados, acompanhantes adequados deste(s) novo(s) sabor(es).

Para quem visite o Peru é uma iguaria à qual não nos devemos fazer de rogados pois é uma das grandes especialidades gastronómicas do país.

Anabela Narciso @ terça-feira, novembro 07, 2006

| top |

2004 by Alexandre Narciso

Powered by Blogger.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons License.

referer referrer referers referrers http_referer